TRÁFICO DE DROGAS NO RODEIO DE MONTE SIÃO

domingo, 29 de março de 2015




Em Monte Sião ontem (28), por volta das 21hs durante a festa de peão dois menores foram apreendidos realizando tráfico de drogas, com eles estavam 19 pedras de crack,34 papelotes de cocaína,1 bucha de maconha e 120 reais proveniente da venda das drogas.

***SE DIVULGADA EM OUTROS MEIOS FAVOR DAR OS CRÉDITOS***

ACIDENTE PRÓXIMO A PONTE JACUTINGA A MONTE SIÃO






Ontem (28) na estrada que liga Jacutinga a Monte Sião por volta da 13 hs próximo a ponte da  divisa aconteceu um acidente com vítima não fatal envolvendo um automóvel e um motocicleta sendo a vítima com traumatismo craniano e inconsciente socorrida e levada ao pronto socorro de Jacutinga.

***SE DIVULGADA EM OUTROS MEIOS FAVOR DAR CRÉDITOS A FONTE***

VENDIA DROGA NA PRAÇA E FOI PRESO PELA POLICIA DE JACUTINGA






A Polícia Militar de Jacutinga ontem recebeu denúncia anônima que Élcio Santos Costa conhecido por “Elcinho” estava descendo para a praça localizada em frente a Farmácia Phitus para entregar drogas, quando a PM chegou avistou o autor entregando algo para um rapaz e ao avistar a viatura fugiu e jogou algo em um terreno baldio, o autor foi localizado e após voltar ao terreno baldio a PM   localizou um envólucro plástico com uma substancia semelhante a maconha que foi confirmada por Élcio.

A PM então deslocou até a casa de Élcio onde mais droga foi localizada em baixo de roupas em uma cadeira de madeira.

***SE DIVULGADO EM OUTROS MEIOS DIVULGAR A FONTE***

Itabirito: mais de 800 funcionários são demitidos com fechamento da Delphi

sexta-feira, 27 de março de 2015

Mais um empreendimento foi atingido pela crise na Região dos Inconfidentes. Desta vez, muito silenciosamente, a Delphi fechou suas portas em Itabirito. A empresa existe desde 1995 na cidade. Foram demitidos (desde janeiro de 2015) mais de 800 funcionários. Alguns empregados ainda permanecem na empresa devido às necessidades do cronograma de consolidação da operação.
A reportagem do jornal O Liberal, de Ouro Preto, tentou diversos contatos com a diretoria da empresa, recebendo apenas uma pequena nota contraditória sobre o assunto, declarando que: “após ter estudado a continuidade sustentável de seu negócio de chicotes elétricos na região da América do Sul, a Delphi anunciou a decisão de consolidar a operação da fábrica em Itabirito, em Minas Gerais, com o objetivo de manter a competitividade do negócio e poder melhor atender aos seus clientes”. Informações extraoficiais dão conta de que a empresa estaria se referindo a cidade de Paraisópolis que seria o alvo de transferência do maquinário. A cidade, localizada na Serra da Mantiqueira, já possui uma filial da empresa.
Uma ex-funcionária da fábrica, demitida no início deste ano, contou que houve algumas conversas com os funcionários para explicar o fechamento da Delphi em Itabirito. “Fomos informados que a empresa não teria mais viabilidade econômica de se manter na cidade, tendo assim que finalizar as operações no município”, disse a ex-funcionária, que preferiu não se identificar.

O acordo do sindicato

Em Ouro Preto, uma situação semelhante envolvendo a Novelis terminou em um acordo histórico entre o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânica e de Materiais Elétricos de São Julião, os trabalhadores e a fábrica de alumínio.
Após o sindicato mover várias ações para reverter a situação, a Novelis teve que desembolsar mais de R$ 20 milhões de indenizações trabalhistas.
Em Itabirito, segundo o procurador jurídico do Sindicato da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas Mecânicas de Material Elétrico de Minas Gerais (Femetalminas), Adimar Teixeira Pedrosa, disse que para tentar diminuir o impacto das demissões, houve diversas conversas entre o sindicato e a Delphi, inclusive o acionamento do Ministério Público para cerrar um acordo.
“Nós conseguimos fixar seis meses de cestas básicas, assim como três meses de meio salário nominal e plano de saúde para os funcionários que foram demitidos desde janeiro”, explicou Adimar.
FONTE:MINUTO MAIS

Minas Fácil de Jacutinga faz balanço, divulga e apresenta sua estrutura para a população local

quinta-feira, 26 de março de 2015

Minas Fácil possibilita abrir uma empresa em apenas nove dias em Jacutinga
A Prefeitura Municipal de Jacutinga, através da SEDECON – Secretaria de Desenvolvimento Econômico, realizou esta semana uma apresentação do Minas Fácil, parceria firmada entre o Junta Comercial do Estado de Minas Gerais – JUCEMG, Receita Federal do Brasil – RFB, Secretaria de Estado de Fazenda – SEF/MG, Secretaria de Estado de Meio Ambiente – SEMAD, Vigilância Sanitária – VISA, Corpo de Bombeiros Militar – CBMMG, e a Prefeitura Municipal de Jacutinga, através da SEDECON.
Toda a estrutura necessária a execução do projeto Minas Fácil em Jacutinga é de competência da Prefeitura, que disponibiliza o local com toda a estrutura necessária, inclusive com material de escritório e funcionários para atendimento ao público, e conta com o apoio da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão, por meio do Projeto Estruturador Descomplicar, e permite ao cidadão jacutinguense abrir uma empresa em apenas nove dias, sem precisar pegar a estrada para se deslocar para algum ponto de atendimento da JUCEMG em outra cidade da região.
A apresentação do Minas Fácil em Jacutinga foi realizada pelo Secretário da SEDECON, Miller Moliani de Lima, e pelo servidor Orlando C de Oliveira Júnior, responsável pelo projeto em nossa cidade, e teve por objetivo apresentar o projeto aos órgãos de imprensa e aos vereadores, com intuito de propagar sua utilização pela população. “Após todo o processo concluído aqui mesmo em Jacutinga, em menos de duas horas já temos uma resposta da JUCEMG, quanto a abertura da nova empresa”, comentou o servidor Orlando.
Para se utilizar do Minas Fácil para abrir sua empresa, a pessoa deve procurar o posto de atendimento que funciona na sede da SEDECON, na antiga Estação Ferroviária, das 8:00 às 17:00 horas, de segunda à sexta, e seguir quatro passos: o primeiro é preencher a consulta de viabilidade, onde será avaliado se o nome pretendido pode ser utilizado, dentre outros critérios que possam não permitir a abertura da empresa nos termos pretendidos; na sequência ele vai preencher o formulário eletrônico do Cadastro Sincronizado, onde constarão todos os dados necessários para a liberação tanto da JUCEMG, quando da Receita Federal, além dos demais órgãos ligados a atividade que se pretende explorar.
Na sequência o interessado deverá preencher o Módulo Integrador, que exigirá mais alguns dados necessários, e em seguida apresentará todos os documentos necessários para a abertura da empresa em Jacutinga, ou qualquer outra cidade de Minas Gerais, que serão digitalizados e depois encaminhados para a JUCEMG que dará prosseguimento ao atendimento iniciado em Jacutinga. Com isto, os futuros empresários e contadores que eram obrigados a pegar a MG-290 para irem até Pouso Alegre, Varginha ou mesmo Belo Horizonte para abrirem uma nova empresa não terão mais que arriscarem suas vidas na estrada, podendo fazer tudo sem sair de Jacutinga.

O Secretário Miller Moliani de Lima lembra que este procedimento está disponível para as empresas limitadas, empresários individuais e Eireli. Já os processos dos tipos jurídicos de cooperativa e sociedade anônima devem ser apresentados para protocolo em qualquer unidade da JUCEMG. “Estamos buscando trazer um posto do SEBRAE para Jacutinga, para que possamos também formalizar os nossos vendedores ambulantes e pequenos empreendedores, o que acreditamos vamos conseguir em breve”, comentou Miller. Ele lembrou ainda que com o Minas Fácil, em até nove dias, o empreendedor poderá buscar na unidade do Minas Fácil na SEDECON, o seu contrato social registrado, o CNPJ, a inscrição municipal, o alvará de localização e, de acordo com a atividade, a inscrição estadual.

Jacutinga é elogiada pela Superintendência Regional de Saúde pelo combate a Dengue


 Jacutinga tem sido citada como exemplo para as demais cidades da nossa região
Frente ao aumento de 166% dos casos de dengue no Brasil, Jacutinga foi modelo para Monte Sião nas ações de combate ao mosquito da dengue na última semana. Seguindo orientações da SRS – Superintendência Regional de Saúde, de Pouso Alegre, os agentes da vizinha cidade de Monte Sião entraram em contato com a Vigilância Epidemiológica de Jacutinga, solicitando orientação e apoio para o controle da epidemia de dengue que assola aquele município.
Após o pedido vindo de Monte Sião, a Coordenadora Mariana Menogini repassou via e-mail todas as ações executadas em Jacutinga na luta contra a dengue e se dispôs a se deslocar até aquele município para uma palestra, caso entendessem necessário. Também na ultima semana, foi realizado o LIRA - Levantamento de Índice Rápido, que é o trabalho que se faz três vezes ao ano diferenciado do tratamento focal. No focal os agentes de combate a endemias a cada dois meses passam em todas as casas realizando o tratamento, já no LIRA, o sistema digital sorteia diversos quarteirões da cidade e dependendo do extrato (Jacutinga esta dividido em dois grande extratos, sendo o extrato um todos os bairros acima da MG-290, e o extrato dois, o restante da cidade).
O sistema requer que se faça 20% dos imóveis, enquanto outros pedem 50%; porém, não será tratamento normal e sim busca de larvas. Antigamente chamado de LI – Levantamento de Índice, Jacutinga apresentava queda na quantidade de larvas após os mutirões, mas com o resultado do 2ª LIRA deste ano, liberado na última sexta feira, dia 20 de Março, o cenário mudou e nossa cidade apresentou um índice de infestação elevado, tendo como locais de maior proliferação o considerado D2 – Latas, pet, garrafas, entulho e outros; porém outros locais também tiveram alto índice de larvas, como pratinhos de plantas, deposito de armazenamento e pneus, entre outros. Resumindo, bairros que até então não eram infestados passaram a ser, e a quantidade de larvas coletadas foi altíssima. O coordenador Giovani Grande da SRS – Superintendência Regional de Saúde, de Pouso Alegre, elogiou Jacutinga, pois mesmo com o aumento da infestação o município continuou em médio risco para epidemia, enquanto os demais estão todos em alto risco.
Independente de sermos médio risco é preocupante o aumento considerável da quantidade de focos, e mais preocupante ainda, é que mesmo com o mutirão, a população volta a jogar lixo nos terrenos, e também o fato de encontrarmos os maiores focos dentro das casas. Soa para nós da equipe que parte da população acostumou com o mutirão de limpeza e que esta ferramenta se tornou algo normal, enquanto isso é apenas um diferencial, um trabalho que não deveria existir, visto que se acontece é porque pessoas que deveriam se conscientizar e mantiver terrenos limpos, objetos fora de risco para evitar a proliferação do mosquito dentro das casas, não se manifestam a respeito e ficam aguardando as equipes de saúde para limpar, mesmo sem ser de competência a realização deste trabalho. É de suma importância a colaboração da população para não acontecer novamente. Existem bairros em nosso município que quinze dias após o mutirão são encontrados o dobro de sujeira. Se compararmos o nosso município com o que se vê hoje nas mídias nacionais sobre as epidemias por ai a fora, podemos  dizer que estamos no paraíso em relação à dengue. Porém, do paraíso ao caos é apenas um passo, e se não dermos juntos esse passo, temos grande chance de enfrentar o caos. Um passo para trás nem mesmo para se pegar impulso!

Prefeitura discute com os profissionais da educação reformas no Plano de Carreira


Iniciativa visa adequar legislação para promover o concurso público Municipal
A Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Educação, iniciou um debate com todos os profissionais da educação municipal, visando promover algumas alterações na Lei Municipal n.º 74/2009, que criou o Estatuto e Plano de Cargos e Carreira dos Profissionais da Educação. As adequações propostas pelo Município visam atualizar a lei e viabilizar a realização de um possível concurso público municipal.
De acordo com o Secretário Municipal de Educação, as premissas das discussões giram em torno da melhoria da qualidade do ensino oferecido à população; adequação financeira para a atual situação econômica do Município; a regulamentação da carreira de monitoras e de secretárias, que embora também sejam profissionais da área de educação, não são abrangidas pela lei; e atualização da nomenclatura dos cargos da educação municipal.
Para discussão das propostas foi criada uma comissão, que conta com a participação do Poder Legislativo, representado pelo vereador Marcos Tadeu Nicioli. O secretário de educação, Antônio de Almeida Cascelli, destacou a importância de todos professores e demais profissionais da educação participem dos debates, pois está sendo discutido o futuro da classe. “A Secretaria está mobilizando a classe dos professores e monitoras a fim de discutir as mudanças, pois queremos que todos participem e exponham suas idéias, para que identifiquemos os pontos controversos e os consensos sobre o tema”, comentou o secretário de educação.
Cascelli disse ainda que deseja promover uma ampla discussão com todos os envolvidos, e espera que os participantes contribuam, trazendo idéias e sugestões de cada escola sobre o tema, para que assim, possam avaliar todas as possibilidades e cheguem a um denominador comum, que contribua com o desenvolvimento da educação pública municipal. “A participação dos professores e monitores neste debate é imprescindível, pois estaremos tratando do plano de cargos e carreira da categoria, e eles, junto com o Município, são os maiores interessados”, concluiu o secretário.

Assim, os profissionais da educação municipal que desejam participar das discussões devem procurar o representante da sua escola, e manifestar o seu interesse, para que venha somar idéias a este diálogo, que visa a melhoria da qualidade da educação, melhores condições de trabalho para os profissionais da educação, e permitir que seja regularizada a situação dos contratados, promovendo um concurso público municipal.



Municípios da região discutem ações unificadas de combate à dengue


Representantes das prefeituras de Itapira, Mogi Guaçu, Mogi Mirim, Conchal, Estiva Gerbi e Aguaí se reuniram nesta segunda-feira (23), no gabinete do prefeito guaçuano Walter Caveanha (PTB) para discutir ações relacionadas ao combate à epidemia de dengue que atinge as cidades da região.
No encontro, os representantes municipais ouviram o entomologista Mohamed Habib, que forneceu orientações para definir mecanismos e estratégicas de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. “Ficou convencionado, por proposta do professor Mohamed Habib, que os municípios se unirão em esforço regional de contenção do agente causador da doença”, anunciou a assessoria de imprensa de Mogi Guaçu.
O convidado reconheceu que a epidemia da dengue é extremamente crítica, sendo necessário, para interromper a corrente da doença, eliminar um dos vértices do triângulo formado pelo vírus-vetor-homem, pelo qual a doença se instala e se propaga. A interrupção tem que ser feita pela redução da população do mosquito. A erradicação será um processo de longo prazo, não menos de cinco anos, a ser executado através de um programa educacional continuo para mudar os hábitos da população.
Mohamed propôs que, de imediato, os municípios lancem uma campanha radical e simultânea para o combate ao mosquito adulto e a eliminação de criadouros residenciais. A providência considera o fato de que o agente, muito embora de curta autonomia própria de vôo, é movido por correntes de ar que o conduzem a longas distâncias, ultrapassando as fronteiras entre as cidades.
Especialista na área, Mohamed Habib falou a representantes municipais (Divulgação)
Especialista na área, Mohamed Habib falou a representantes municipais (Divulgação)
De acordo com ele, os poderes públicos devem mobilizar intensamente a sociedade, através de seus mais diversos segmentos, para tornar mais eficaz a ação e criar uma consciência da responsabilidade de cada um em relação ao problema. “Por consenso entre os representantes dos municípios presentes, foi decidida a constituição de um Grupo de Trabalho para definir estratégias, coordenar e monitorar a situação conjuntamente e trocar informações de interesse comum”, afirma a nota da Prefeitura guaçuana.
Uma próxima reunião ficou agendada para o dia 30 deste mês, quando os municípios deverão ter dimensionado a área de atuação conjunta, os recursos em equipamentos e profissionais, de modo a ser elaborado um planejamento conjunto de ação. As reuniões de trabalho deverão ser semanais. O professor Mohamed Habib manifestou disposição de contribuir com os municípios no curso do trabalho, com avaliação crítica do planejamento e do plano de trabalho conjunto das respectivas prefeituras.
A reunião contou com a presença dos prefeitos Walter Caveanha (Mogi Guaçu), Rafael Otávio Del Judice (Estiva Gerbi), Gerson Luiz Rossi Junior (vice-prefeito e secretário de Saúde de Mogi Mirim), Clara Alice Franco de Almeida Carvalho (secretária de Saúde de Mogi Guaçu), Rosa Ângela Iamarino (secretária de saúde de Itapira), Ana Adélia Alonso Sancheta (diretora de Saúde de Conchal), Pâmela S. Moreira (coordenadora de Conchal), Danielle Antonio Abrantes (coordenadora da Vigilância Sanitária de Aguaí),  Josemari Apolinário (coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Itapira), Denis Camilo de Carvalho (medico, Mogi Guaçu), Silvana Bueno (Centro de Controle de Zoonoses de Mogi Guaçu).
Mohamed Habib é graduado em Engenharia Agronômica pela Universidade de Alexandria, no Egito, na modalidade de Entomologia, ramo da ciência que trata dos insetos. Por anos exerceu a docência na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), foi diretor do Instituto de Biologia. Aposentou-se em janeiro de 2012, mas continua atuando como professor convidado na Unicamp. É professor de Pós-Graduação na Universidade Santa Cecília (Unisanta), nas áreas de Ecologia e Desenvolvimento Sustentável.
FONTE: ITAPIRA NEWS

NOTA DE ESCLARECIMENTO

quarta-feira, 25 de março de 2015

Em relação a notícia veiculada neste Blog, ontem (24), de que Policiais Militares apreenderam um veículo dirigido por um funcionário da empresa AUTOJÁ, marca Volvo, no qual foram encontrados 190 mil (reais) e 25 mil (dólares), vimos pelo presente meio esclarecer, a bem da verdade, que o veículo em questão não estava sendo dirigido por um funcionário da referida empresa, bem como que a AUTOJÁ não é titular do monetário apreendido e não teve nenhum envolvimento no episódio.

Assim pedimos desculpa á referente empresa pela divulgação da notícia de forma incorreta.

Polícia Militar de Bueno Brandão prende quadrilha de suspeitos de explodirem caixas eletrônicos na região









Na manhã desta terça-feira, 24, cinco homens e duas mulheres foram presos com armas, explosivos, máscaras e diversas munições em uma Pousada localizada na Zona Rural de Bueno Brandão.
Segundo a Polícia Militar, o grupo é suspeito de ter explodido um caixa eletrônico de uma agência do Banco do Brasil na cidade no dia 11 de março. Dois dos sete elementos, são residentes em Bueno Brandão.
Com os suspeitos foram localizados duas sub-metralhadoras, uma pistola calibre 380, uma granada, algumas bananas de dinamite, três coletes a prova de balas, máscaras e mais de R$ 2 mil reais em dinheiro.
Durante a ação, a polícia localizou também a chave de um veículo Renault Livinia que foi abandonado pela quadrilha no dia 11 de março, quando explodiram o caixa. 
Todos os presos foram encaminhados para a Cadeia Publica de Pouso Alegre.

PREFEITURA DE JACUTINGA INFORMA QUE FALTARÁ ÁGUA AMANHA

segunda-feira, 23 de março de 2015

A Prefeitura Municipal de Jacutinga, através da Secretaria de Obras e Departamento de Água, comunica a todos os jacutinguenses que, em razão de problemas no painel de comando da bomba d’água no CAPEJA, que se trata de um equipamento sofisticado de última geração, foi necessário solicitar que técnicos especializados viessem à Jacutinga para reprogramar e atualizar o software do painel, para que o mesmo volte ao seu funcionamento normal.
Por esta razão, nesta terça feira, dia 24 de Março, os técnicos farão a manutenção do painel das bombas, pelo que a capacidade de tratamento de água em Jacutinga será reduzido em 45%, pelo que pedimos a colaboração de todos para que não falte água à população. Em razão desta manutenção, especialmente os bairros mais altos como Jardim Flamboyant, Vila Nazaré e César Matile, poderão sofrer com falta de água.
A Prefeitura se desculpa desde logo pelos transtornos gerados por esta manutenção, e pede a colaboração de todos para que economizem água, evitando assim que parte da nossa população sofra com o desabastecimento. Prefeitura de Jacutinga – Trabalhando por você.


FONTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE JACUTINGA

CIDADÃO COM MANDADO EM ABERTO É PRESO EM JACUTINGA


A Polícia Militar de Jacutinga durante patrulhamento pela Rua João Pessoa abordou o cidadão Luciano Emídio Ribeiro (21) o qual possui um mandado de prisão em aberto expedido pela comarca de Ouro Fino pelo MM Juiz de Direito, sendo ele levado até a delegacia de polícia.

**** SE DIVULGADO EM OUTROS MEIOS FAVOR DAR OS CRÉDITOS.****

Cadastre-se abaixo e Receba os downloads em seu E-mail

Menu